Sou gestor de pessoas, e agora?

Gestor de pessoas

 

Lidar com pessoas é algo que por si só é motivador. São histórias, culturas e mundos diferentes, mas, agora você deve fazer a gestão de todas elas! Orientar, delegar, desenvolver e promover. Não existe manual para alcançar o sucesso disso, porém, sempre existem boas dicas e vou descrever abaixo o que aprendi na prática:

1º Você deve planejar suas atividades, horários e cronogramas:

Você deve averiguar se suas metas pessoais estão conectadas as metas de seu departamento e empresa, ou seja, se você desenvolver um trabalho de curto e médio prazo irá crescer e poder realizar seu desenvolvimento pessoal?

Pode ser clichê, mas, em muitos lugares você pode trabalhar e não obter o resultado pessoal esperado e pode se desmotivar por isso. É muito importante este ponto, pois, se o seu objetivo for se manter no cargo por vários anos e não crescer, pode ser esmagado por uma cultura de crescimento e desenvolvimento constante e vice e versa, um líder desmotivado é um capitão de um barco a deriva.

O Planejamento das atividades diárias também são importantes, mas, programe no máximo 4 horas do seu dia,sempre surgem imprevistos e se ficar preso no seu cronograma diário pode se perder totalmente.

2º Liderar e direcionar a equipe:

Este ponto é interessante, só que, antes de tudo, é primordial você “conhecer sua equipe”. Falo isso, pois, é muito comum um líder chegar a um ambiente de trabalho e ficar em constantes reuniões e começar a delegar e direcionar sem ao menos ter conversado no mínimo 10 minutos com cada funcionário. Muitas vezes é aberto processo seletivo para uma nova vaga sem saber ao menos se existe alguém preparado para o cargo dentro da equipe.

Após esta conversa, você deve traçar um plano para cada um e os desenvolverem de acordo com o objetivo pessoal de cada indivíduo. Nem todos querem ser lideres, nem todos querem desenvolvimento técnico (apesar de necessário) e você deve traçar os planos e metas destas pessoas de acordo com o objetivo de cada um.

Sempre existem excelentes profissionais nas equipes mal aproveitados, se você assumiu a função de um gestor demitido, no mínimo deve saber que as coisas não deveriam estar tão boas. Se ocorreu uma promoção, melhor ainda! Você já conhece as pessoas e sabe a melhor posição de cada um no time.

Vou usar um sentido figurado para exemplificar esta questão: nas organizações existem muitos macacos nadando nos rios, porque disseram que eles tem que fazer as atividades de um peixe e peixes tentando pular de galho em galho, porque disseram que eles eram macacos.

Tenha certeza que após uma boa conversa, abrindo o seu coração para cada funcionário, você já vai ter ganho muitos créditos com eles e o respeito você vai adquirindo no dia a dia, ainda mais, fazendo aquilo que prometeu.

Terminado isso, defina seu plano estratégico para área, seja uma redução de custos ou um aumento de produtividade que você e a organização precisem de imediato, coloquem todos a par e mãos a obra, equipe direcionada!

 

3º Gerenciar outras pessoas para averiguar que seu trabalho é executado:

Gerenciar as atividades não é sufocar o funcionário e perguntar a cada minuto se ele terminou o relatório. Você pode averiguar perguntando se precisa de alguma ajuda e passando as coordenadas exatas. Você vai perceber que o seu funcionário está focado nas atividades ou não, e focado nem sempre é estar grudado na tela do computador ou conferindo todo o estoque da empresa. Lembrem-se existem outras gerações além da sua, os mais novos já estão programados a olhar o celular, atender o telefone, programar o computador e tomar café tudo ao mesmo tempo.

Só monitore a entrega do resultado esperado, caso o contrário, deve orientá-lo e não esqueça que já te orientaram um dia, talvez não com a mesma doçura que você deverá expressar rsrs.

Cuidado com as seguintes armadilhas:

Falta de confiança: Frio na barriga é normal, até o Messi em dia de jogo sente. Não deixe que estes sentimentos atrapalhe seu desempenho.

Ausência de prioridades: O time precisa saber o que deve fazer, você é o técnico agora e não o artilheiro do time, portanto atenção!!!

Excesso de objetivos: Não adianta pegar uma metralhadora e sair atirando para qualquer lugar sem um alvo definido, uma hora a munição acaba e o inimigo te pega, e neste caso o inimigo pode ser a motivação e a confiança da equipe no seu trabalho, um objetivo de cada vez é assim que você vai atingir seus resultados, não peça para sua equipe aquilo que não conseguiria fazer.

Projetos incompletos: Geralmente ele anda de mãos dadas com o excesso de objetivos, coloca varias tarefas para a equipe e não acaba o primeiro e já vai para o segundo e por aí vai. Não só a empresa espera seus resultados, a sua equipe deseja entrar na batalha para vencer, se notarem que de nada adianta seus esforços ,pois, não irá chegar em nenhum lugar, você é o próximo líder a se despedir da empresa……

Espero ter ajudado! Vamos em frente! Abraços!

Autor : Alexandre Viccari

Alexandre Viccari
Alexandre Viccari |Administrador, Especialista em Logística Empresarial e Implantação de processos. LinkedIn: https://br.linkedin.com/in/aviccari
http://http//conexoesestratégicas.com.br

Leave a Reply